terça-feira, 25 de maio de 2010

Educação para a cidadania...

Ultimamente, seja lá por causa do que seja, tem-se verificado um surto de bom senso a espalhar-se um pouco por todo o País, como seja, por exemplo, o "LIMPAR PORTUGAL" em boa hora desencadeado, que tem contribuído para que os espaços verdes e linhas de água, que estavam a chegar a um ponto de alarmante ruptura, estejam a ficar um pouco mais limpos daquilo que a falta de civismo de alguns os estavam a condenar.
E fico contente por verificar que em alguns pontos deste jardim à beira mar plantado são os Escuteiros - CNE, AEP ou Guias de Portugal - a dar o exemplo e partindo para a "aventura ecológica" de promover a limpeza das matas, leitos dos rios ou baldios onde a insensatez de uns tantos estava em vias de causar um desastre ecológico.
Na minha formação como Escuteiro também tinha de estar atento à proliferação de atentados ambientais diversos, que exigiam o exacto cumprimento da divisa "ALERTA" e à prática da Boa Acção de cada dia através da limpeza dos espaços envolventes da comunidade, tal como me era muito caro o prestar apoio aos doentes, ajudar nas várias campanhas de solidariedade... enfim: cumprir aquilo a que me obrigava o usar um lenço ao pescoço e uma Flor de Lis ao peito, desde o dia em que prometi perante Deus, a Igreja e a Pátria ser útil ao meu semelhante.
Hoje diz-se que é estar imbuído de espírito de cidadania... e estou plenamente de acordo: O Escuteiro é um dos pioneiros da educação para a cidadania, mesmo que não o saiba! Basta-lhe que seja um cidadão atento e cumpra a Lei, a Promessa e os Princípios... e a cidadania estará garantida.
Alguém disse que "Educar para a cidadania pode ser desenvolver a vontade de participar quando tudo parece convidar ao conforto da indiferença e da preguiça. Quando lá fora chove e estamos quentes, quando lá fora há choro e cá dentro mordomia, quando lá fora há fogo e cá dentro frescura, quando lá fora há fome e frio e cá dentro há calor e “abastança”."
"Educar para a cidadania pode ser consumir tempo com os outros quando o tempo nos voa para as nossas tarefas; é ouvir os ruídos urgentes quando preferíamos o silêncio; é ficar, quando preferíamos regressar, se o outro precisa de nós."
"Educar para a cidadania pode ser fazer gostar dos lugares onde vivemos com os outros, a nossa casa, a nossa escola, a nossa cidade, o nosso país, o nosso mundo, tornando-os mais belos, mais humanos, mais saudáveis, mais justos, menos esgotados, um lugar também para os vindouros."
Antigamente era difícil convencer as pessoas de que o acto de limpar não era apenas um contributo para evitar contaminações ou doenças várias inerentes à falta de higiene, como também era um acto de civismo que se praticava. Hoje está implicito na educação para a cidadania, como estará o acto de votar, de socorrer o próximo, de ser solidário com aquele que sofre, de educar, enfim ser participante activo na vida da comunidade local, regional, nacional ou internacional, porque ser-se um cidadão consciente torna-nos "Cidadãos do Mundo"! É este o valor da educação para a cidadania!

quarta-feira, 5 de maio de 2010

O PAPA ENTRE NÓS...

O Escutismo Católico Português - na Associação dos Escoteiros de Portugal também há católicos, portanto não falo exclusivamente do Corpo Nacional de Escutas, que é realmente o Escutismo da Igreja Católica - tem mais uma oportunidade para participar numa manifestação de fé ímpar, porquanto a visita do Santo Padre é um momento propício para a prática da Boa Acção de cada dia, que a nossa condição de Escuteiros nos impõe.
Estou certo que a visita Papal será um momento de afirmação de que o comprimisso que um dia assumimos perante Deus, a Igreja e a Pátria, no dia da nossa Promessa, não deixará de ficar vincado através do nosso espírito de SERVIR, pelo que importa saber qual o programa completo da
Viagem Apostólica de Sua Santidade Bento XVI a Portugal, no 10º aniversário da beatificação de Jacinta e Francisco Marto, Pastorinhos de Fátima (11‑14 de Maio de 2010)
PROGRAMA
11 de Maio, terça-feira
ROMA

08.50Partida de avião do Aeroporto Internacional Leonardo da Vinci de Fumicino para Lisboa
LISBOA
11.00 – Chegada ao Aeroporto Internacional da Portela, Lisboa
Acolhimento oficial
Discurso do Santo Padre

12.45 – Cerimónia de boas‑vindas, frente ao Mosteiro dos Jerónimos
Breve visita ao Mosteiro dos Jerónimos
13.30 – Visita de cortesia ao Presidente da República, no Palácio de Belém
18.15 – Santa Missa no Terreiro do Paço. Homilia do Santo Padre
Mensagem do Santo Padre comemorativa do 50º aniversário da inauguração do Santuário de Cristo Rei de Almada
12 de Maio, quarta-feira
07.30 – Santa Missa, em privado, na Capela da Nunciatura Apostólica
10.00 – Encontro com o mundo da cultura, no Centro Cultural de Belém
Discurso do Santo Padre
12.00 – Encontro com o Primeiro Ministro, na Nunciatura Apostólica
15.45 – Despedida da Nunciatura Apostólica
16.40 – Partida de helicóptero do Aeroporto Internacional da Portela de Lisboa para Fátima
FÁTIMA
17.10 - Chegada ao heliporto no grande parque do novo Estádio Municipal de Fátima
17.30 – Visita à Capelinha das Aparições
Oração do Santo Padre
18.00–Celebração das Vésperas com sacerdotes, diáconos, religiosos/as, seminaristas e agentes de pastoral, na Igreja da SS.ma Trindade
Discurso do Santo Padre
21.30 – Bênção das velas, na Capelinha das Aparições
Discurso do Santo Padre. Oração do Rosário

13 de Maio, quinta-feira
10.00 – Santa Missa na esplanada do Santuário de Fátima
Homilia do Santo Padre. Saudações do Santo Padre

13.00 – Almoço com os Bispos de Portugal e com o Séquito Papal no Refeitório da Casa de Nossa Senhora do Carmo
17.00–Encontro com as Organizações da Pastoral Social, na Igreja da SS.ma Trindade.
Discurso do Santo Padre
18.45 – Encontro com os Bispos de Portugal no Salão da Casa de Nossa Senhora do Carmo.
Discurso do Santo Padre
14 de Maio, sexta-feira
08.00 Despedida da Casa de Nossa Senhora do Carmo
08.40 – Partida de helicóptero do heliporto de Fátima para o Porto
GAIA
09.30 – Chegada ao heliporto do Quartel da Serra do Pilar
PORTO
10.15 – Santa Missa na Avenida dos Aliados
Homilia do Santo Padre

13.30– Cerimónia de despedida no Aeroporto Internacional Sá Carneiro do Porto.
Discurso do Santo Padre
14.00 – Partida de avião do Porto para Roma
ROMA
18.00 – Chegada ao Aeroporto de Ciampino, Roma
.
Com votos de Boa Caça e uma forte canhota do
Lobo Esfaimado

sábado, 1 de maio de 2010

A todas as Mães...

Mal seria que um Escuteiro não lembrasse a Mãe no dia que lhe é dedicado! Por igual forma, quando homenageamos a nossa Mãe terrena, estamos a homenagear Nossa Senhora, Mãe dos Escutas, a terna Mãe do Céu!
Neste poema, recordemos todas as Mães... as nossas Akelás que são Mães dos seus filhos e muitas vezes nossas, as Chefes que desempenham as mais variadas tarefas na vida das Unidades Escutistas... não descurando o papel de Mães e educadoras, que lhes é imputado pela sua condição de Mulheres!
.
Um Dia...
*
Um dia,
o Amor estendeu as mãos
para o nada e abriu o espaço...
Um dia,
o Amor estendeu as mãos
para o homem e abriu-se o encontro...
Um dia,
o Amor tornou-se
vida da tua vida e eu existi...
Mãe,
o céu sem confins
revela-me o teu amor...
A vastidão do mar
fala-me da tua bondade...
As altas montanhas
refletem o teu heroísmo...
A profundeza dos vales
espelha a tua humildade...
A beleza das flores
traduz o teu caminho...
Tudo isso encerras
dentro do teu grande coração...
E silenciosa, serena, sorrindo,
continuas labutando
no quotidiano da vida.
Um dia,
o Amor tornou-se vida da tua vida
e eu existi.
Obrigado, Mãe!
.
Poema de
Autor desconhecido