sábado, 23 de janeiro de 2010

Na pista de B.P. - a última Mensagem do Chefe

"Zebras a beber" - pintura de BP
*
Julgo que nunca é demais recordar a última mensagem do Fundador, que é especialmente dirigida a todos aqueles que um dia, abraçando o Escutismo, seguiram o espírito de B.P.
Esta a mensagem ... para ler e meditar:
*
"Caros escuteiros:
*
Se já vistes a peça Peter Pan, haveis de recordar-vos de como o chefe dos piratas estava sempre a fazer o seu discurso de despedida, porque receava que, quando lhe chegasse a hora de morrer, talvez não tivesse tempo para o fazer. Acontece-me coisa muito parecida e por isso, embora não esteja precisamente a morrer, morrerei qualquer dia e quero mandar-vos uma palavra de despedida.
*
Lembrai-vos de que é a última palavra que vos dirijo, por isso meditai-a. Passei uma vida felicíssima e desejo que cada um de vós seja igualmente feliz. Creio que Deus nos colocou neste mundo encantador para sermos felizes e apreciarmos a vida.
*
A felicidade não vem da riqueza, nem simplesmente do êxito de uma carreira, nem dos prazeres. Um passo para a felicidade é serdes saudáveis e fortes enquanto sois rapazes, para poderdes ser úteis e gozar a vida quando fordes homens.
*
O estudo da natureza mostrar-vos-à as coisas belas e maravilhosas de que Deus encheu o mundo para vosso deleite. Contentai-vos com o que tendes e tirai dele o maior proveito que puderdes. Vede sempre o lado melhor das coisas e não o pior.
*
Mas o melhor meio para alcançar a felicidade é contribuir para a felicidade dos outros.
*
Procurai deixar o mundo um pouco melhor de que o encontrastes e quando vos chegar a vez de morrer, podeis morrer felizes sentindo que ao menos não desperdiçastes o tempo e fizestes todo o possível por praticar o bem.
*
Estai preparados desta maneira para viver e morrer felizes - apegai-vos sempre à vossa promessa escutista - mesmo depois de já não serdes rapazes e Deus vos ajude a proceder assim.
*
O vosso amigo Baden-Powell

*
Última Mensagem de BP
*
Atentando nas palavras de Baden-Powell, podemos tirar algumas ilações para a vida! O Escuteiro deve fazer o que é justo por motivos justos, sendo que O DEVER DO ESCUTA COMEÇA EM CASA e a nossa casa é todo o Universo colocado por Deus à nossa disposição... para sermos felizes, junto do nosso próximo, que são os nossos semelhantes! A Mensagem do Chefe mostra-se como o CAMINHO A SEGUIR rumo ao Chefe Divino!
Boa Caça e uma forte "Canhota"

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

22 de Fevereiro - Dia de Baden Powell - Fundador do Escutismo

BP pintando (1930)
Foi no dia 22 de Fevereiro de 1857 que nasceu, em Londres, Robert Stephenson Smith Baden-Powell, que mais tarde seria famoso como fundador do Escutismo.
Era o quinto de sete irmãos, filho do Rev. Prof. Baden-Powell e Henriqueta Graça Smyth.
Robert viveu, na companhia dos irmãos mais velhos, uma infância bastante feliz em Londres, que era, naquele tempo, uma cidade muito diferente da grande cidade que hoje conhecemos, pois oferecia então muitas facilidades para as actividades ao ar livre. É assim que, desde menino, Baden-Powell aprendeu a cuidar de si através das inúmeras caminhadas e excursões realizadas. Embora sendo órfão de pai, B.P. sempre encontrou na mãe e nos irmãos o apoio necessário para que a sua infância se houvesse tornado muito feliz.
Não vamos agora contar novamente as aventuras do Fundador, que já aflorámos de forma assaz minuciosa. Apesar de jamais me enfadar ouvir a história de um dos maiores vultos da história do mundo, no que concerne à educação integral dos jovens através de um sistema por ele imaginado e colocado em prática, não é meu propósito relembrar essa história mas sim lembrar que no próximo mês de Fevereiro, no dia 22, voltamos a celebrar o Dia de Baden-Powell, o Dia do Fundador.
No entanto gostaria de deixar aqui uma chamada de atenção para a parte final da sua nota biográfica, onde se diz que, depois de vários anos de dedicação ao Escutismo, viajando pelo mundo e fundando Associações Escutistas em vários países, Baden-Powell sentiu as suas forças escassearem. Retirou-se então para uma sua propriedade situada próximo da cidade de Nairobi, no Quénia. Foi ali que, na companhia da esposa, dividiu o seu tempo entre a pintura, dar resposta à numerosa correspondência que recebia, tal como as visitas de amigos.
Faleceu na madrugada de 8 de Janeiro de 1941, enquanto dormia, deixando para nós, Escuteiros do mundo, não só uma enorme exemplo humano mas também uma Última Mensagem, já anteriormente publicada neste blog.
O dia 8 de Janeiro já passou, mas o Chefe Divino aceitará sempre uma prece sufragando o Fundador, não importando o dia que o queiramos recordar. Importante é recordar B. P., tê-lo presente no nosso espírito.