terça-feira, 24 de junho de 2008

SER ESCUTEIRO

* O Escutismo envolve 75 000 jovens em Portugal e a nível mundial conta com mais de 24 milhões de escuteiros, em cerca de 150 países, espalhados por todos os continentes do mundo. O Escutismo guia-se por um Ideal e um Método Educativo não formal, decorrente do que Baden-Powell criou.
* Organizam-se em agrupamentos (CNE) ou grupos (AEP), cada um com Lobitos, Exploradores ou Juniores, Pioneiros ou Seniores e Caminheiros, de acordo com a idade. Quem pretenda ser escuteiro, não importa se é rapaz ou rapariga, tem apenas de escolher entre:- o CNE - Corpo Nacional de Escutas - que é o escutismo com ligação à religião católica, ou - a AEP - Associação dos Escoteiros de Portugal - que é um escutismo sem uma ligação religiosa oficial (sendo interconfessional, ou seja, com liberdade religiosa).
* O CNE (que fala em escuteiros) propõe:- A ocupação dos tempos livres com actividades de sã alegria;- O enriquecimento da personalidade, criatividade e solidariedade;- O desenvolvimento das aptidões físicas, em contacto com a Natureza;- A vivência de um ideal, ajudando a ser melhor jovem hoje e melhor cidadão e cristão amanhã.
* A AEP (que fala em escoteiros) defende os mesmos ideiais sem a componente religiosa cristã.- Formação do carácter;- Criação de hábitos de observação, disciplina e confiança em si próprio;- Prática da lealdade e do espírito de ajuda ao semelhante;- Serviço aos outros, mediante acções úteis;- Promoção do seu desenvolvimento físico, intelectual, social e espiritual.
* As duas associações, AEP e CNE têm algumas diferenças no uniforme, sendo que, para quem não conhece, por exemplo, as calças/calções da AEP são de cor castanha e no caso do CNE a cor é o azul. As meias também são de cor diferente, mas tudo isto não é o mais importante porque... Um escuteiro reconhece-se logo!
* Existe uma grande organização, com escalões e tarefas, representadas por aquelas insígnias e emblemas que vês nos seus uniformes. Tudo no uniforme do escuteiro (ou escoteiro) explica o que faz, quem é, a onde pertence, etc. Nada está ali por acaso.
* Existe ainda o guidismo, representado pela Associação Guias de Portugal (AGP), um movimento apenas para raparigas, fundado também por Baden-Powell e desenvolvido pela sua mulher, Olave.

terça-feira, 17 de junho de 2008

HISTÓRIA DE KIM - R. Kipling

.... * Rudyard Kipling escreveu, na sua vasta obra, a história de Kimball O'Hara, um jovem órfão, nascido e educado na Índia Britânica, filho de um Sargento de um regimento irlandês estacionado na Índia. Quando os pais morreram Kim era ainda criança, tendo ficado entregue aos cuidados de uma tia. Nas ruas de Lahore, por onde vagueia todo o dia, encontra um velho sacerdote Tibetano a quem se liga com profunda amizade e que passa a seguir como discípulo. Num ambiente ora sedutor ora hostil, de estudante contrariado a espião dos Russos a mando dos serviços secretos Britânicos, Kim, o “O amigo do mundo”, vê-se envolvido em inúmeras e empolgantes aventuras. Debatendo-se entre os valores antitéticos da contemplação e da vida de acção que incontestavelmente o atrai, o jovem Kim encerra em si próprio os contrastes das culturas oriental e ocidental.
..... * Sendo os seus companheiros os rapazes indígenas de rua, Kim aprendu a falar como eles e a conhecer bem os seus costumes, o que lhe foi de grande utilidade no seu trabalho de espião para o Governo de Sua Majestade. O ter encontrado o antigo Regimento de seu pai, veio mudar-lhe um pouco a vida. Tendo entrado no acampamento, foi preso por suspeita de roubo. Ao revistarem Kim, encontraram a certidão de nascimento e outros documentos, onde ficou provado quem ele era, pelo logo o pessoal do Regimento tomou conta dele e o mandou educar. Mas sempre que vinham as férias, Kim voltava a vestir-se à moda indiana e andava pelo meio da multidão como se fosse um deles.
..... * Foi mister Lurgan quem o veio a introduzir nos Serviços Secretos, quendo descobriu as capacidades de Kim para fixar pormenores daquilo que ia observando, o que fazia dele um excelente explorador. Lurgan mostrava a Kim uma salva cheia de pedras preciosas, de tamanhos e variedades diferentes. Deixava-o vê-las durante um minuto, após o que as cobria com um pano e perguntava a Kim quantas e quais as pedrqs que havia visto. Se, no princípio, era difícil recordar-se de todas, após alguns ensaios passou a fixar absolutamente tudo. E não só pedras, mas todos os objectos que fossem colocando ele memorizava-os completamente.
..... * Kim tornou-se um dos mais famosos agentes dos Serviços Secretos Britânicos e as suas aventuras merecem ser conhecidas por todos aquelesque algum dia sonharam ser Escuteiros, porque... O ESCUTA É BOM OBSERVADOR!.

sexta-feira, 13 de junho de 2008

SANTO ANTÓNIO DE LISBOA...

----- Santo António é também muito conhecido como Santo António de Lisboa ou Santo António de Pádua. É um dos mais populares santos da Igreja e o que mais culto recebe por parte do povo. A sua enorme popularidade também é causada por ser considerado, pela tradição popular, como o Santo casamenteiro ou o Santo das coisas perdidas.
----- Santo António nasceu em Lisboa (Portugal) no ano 1195, recebendo o nome de Fernando de Bulhões Y Taveira de Azevedo. Foi baptizado na Sé, fronteira à casa onde nasceu, tendo efectuado os primeiros estudos com o Clero da Sé. Quando perfez 15 anos, entrou para o convento de Santa Cruz de Coimbra, dos frades Agostinianos.
----- Foi cónego regular de Portugal até os vinte e cinco anos, mas tudo mudou na sua vida ao saber que cinco franciscanos haviam sido martirizados em Marrocos, quando ali tentavam evangelizar os infiéis. Santo Antonio decidiu então seguir os passos de outro grande santo, São Francisco de Assis, e tornar-se missionário. Mudou para a Ordem dos frades franciscanos e foi enviado para a missão entre os muçulmanos de Marrocos.
----- Em 1220 Santo António foi ordenado sacerdote. Mas os problemas de saúde, obrigam-no a retornar à Europa, permanecendo num eremitério na Itália. Aí levou uma vida simples e humilde. Amigo do Evangelho de Jesus Cristo e dos pobres, matava a fome aos mais necessitados atravé da palavra de Deus, que pregava, e do pão, que distribuía, sendo um dos maiores defensores dos pobres. Era um enorme pregador, que atraía as multidões pela sua cultura e pela sua santidade, e Deus agraciava-o com o dom dos milagres.
----- Em Santo António cumpriu-se fielmente a palavra de Deus: “Brilhe sua luz diante dos homens para que vejam suas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está no céu”.
----- A sua pregação foi uma mais valia para a pacificação política, a moralização dos costumes ou o combate às heresias. Os seus sermões eram tão apreciados que, após a sua morte, aos 36 anos de idade, o povo carregou o seu corpo em procissão . Qual seria o segredo de tudo isto? Simplesmente porque Santo António foi, acima de tudo, um homem de oração e meditação. Ele sempre soube dividir seu tempo entre Deus e os homens: passava toda a Quaresma em rigoroso jejum, meditando a paixão de Cristo e fazendo sacrifícios.
----- Apenas um ano após a sua morte, foi declarado Santo e canonizado pelo Papa Gregório IX a 30 de Maio de 1232, dia de Pentecostes.
----- É o Santo patrono de Lisboa e de Pádua, e sua festa celebra-se a 13 de Junho. Entre seus escritos autênticos, encontra-se uma coleção de sermões para domingos e dias santificados.
----- Os Escutas têm, desde sempre, uma especial veneração por Santo António, que também é o Patrono de inúmeros Grupos e Agrupamentos do Corpo Nacional de Escutas.